58% dos brasileiros usam a internet, revela pesquisa
6 de maio de 2014
Instagram irá monitorar comentários ofensivos
8 de maio de 2014

Os erros e acertos do iPhone 7, segundo especialistas

Aliquam adipiscing felis tincidunt eget, euismod pede eu cursus at, suscipit a, lorem. Morbi sodales wisi placerat eget, elementum eu, ullamcorper ac

iPhone 7: o visual do novo smartphone da Apple sofreu poucas mudanças

São Paulo – O iPhone 7 e o iPhone 7 Plus começam a ser vendidos nesta sexta-feira em alguns países. Mas antes disso, os smartphones foram analisados por especialistas da imprensa internacional. Para a maioria deles, o iPhone 7 não marca apenas a aposentadoria da entrada para fones de ouvido, mas indica a Apple está próxima de encontrar o smartphone ideal após nove anos de desenvolvimento.

O novo iPhone tem visual extremamente similar ao de seu antecessor. A diferença entre eles é principalmente em seu interior. O iPhone 7 traz processador mais rápido, bateria de maior capacidade e câmeras de alta qualidade. Veja a seguir a opinião dos especialistas sobre o novo produto da Apple de acordo com os tópicos.

Entrada do fone

Uma mudança dramática trazida pelo iPhone 7 é a saída da entrada para fones de ouvido (vale lembrar que este era um dos principais rumores sobre o produto). O novo smartphone da Apple tem apenas uma porta, a Lightning. Por ela serão conectados acessórios (como os fones de ouvido que acompanham o aparelho). Ela também servirá para recarregar a bateria.

Na caixa, a empresa colocou um adaptador para que seja possível usar seus fones antigos com o iPhone 7. A remoção, na opinião de Nilay Patel, do site The Verge, é um ato de confiança. “É a única empresa de tecnologia que pode desencadear um mar de mudanças na indústria, abandonando agressivamente várias tecnologias de seus produtos.”

Ele e outros especialistas, como David Pierce, da Wired, são enfáticos ao afirmar que a mudança não é totalmente ruim, apenas irritante. “Como quando eu estou no trem e não posso recarregar o smartphone a partir de uma bateria externa e ouvir música ao mesmo tempo”, explica Pierce.

Câmeras

Uma das principais novidades desta geração é a câmera dupla do iPhone 7 Plus. O aparelho conta com uma lente grande-angular com distância focal equivalente a 28 mm. A outra, que é a novidade, é uma teleobjetiva com distância focal de 56 mm. Na prática, ela permitirá tirar fotos mais fechadas, como se fosse um zoom óptico, mas sem perder a qualidade da imagem (algo inevitável com o zoom digital).

“Outros smartphones com câmera dupla, como o Huawei Honor 8, permitem que você utilize o foco de diversas maneiras e deixam você brincar com a profundidade de campo”, afirma Patel. “Porém, o iPhone 7 Plus não faz nada disso.”

O iPhone 7 tradicional vem com apenas uma câmera (distância focal de 28 milímetros). A Apple colocou a estabilização óptica (antes exclusiva do iPhone de tela maior) também no modelo menor. Isso deve trazer menos fotos tremidas em ambientes escuros. As câmeras frontais de ambas as versões também evoluíram e chegam com sensores de 7 megapixels, em vez dos 5 megapixels.

Botão home e resistência à água

O botão home não é mais um interruptor mecânico e passou a ser um sensor sensível à pressão. Quando pressionado, ele vibra para dar a impressão de ter respondido ao toque. A novidade é boa: o botão era um dos primeiros problemas em iPhones (quem teve um sabe o sofrimento).

Essa mudança, no entanto, teve um efeito muito importante. Graças a ela, o novo iPhone pode ser resistente à água. iPhone 7 e iPhone 7 Plus podem ser submersos em até um metro de água por 30 minutos, de acordo com a Apple.

Bateria

Os testes do site The Verge mostraram aumento na vida da bateria ao longo do dia. O iPhone 7 foi capaz de aguentar 24 horas sem recargas. O iPhone 7 Plus (com bateria maior) se saiu ainda melhor: sobreviveu a uma maratona de 48 horas com uso normal. Com tarefas pesadas, como games, a história muda. Neste caso, é preciso recarregar o aparelho ao longo do dia.

Processador, iOS 10 e memória

O iPhone 7 tem em seu interior o novo chip de quatro núcleos da Apple, o A10 Fusion. Dois núcleos são de alto desempenho e dois de baixa potência – esses utilizam menos energia de bateria durante as tarefas diárias, segundo a marca. Outra boa jogada da Apple foi retirar a opção de armazenamento de 16 GB do novo iPhone. Agora, o iPhone 7 começa com 32 GB de armazenamento e vai até 256 GB.

O smartphone vem com a o iOS 10, a última versão do sistema para dispositivos móveis da Apple. Para os especialistas, esta é uma das melhores atualizações de software já realizadas pela Apple. Segundo Steve Kovach, do Business Insider, as notificações estão melhores, os widgets mais informativos e o iMessage se tornou uma mini rede social. “Mesmo se você não comprar o iPhone 7, ele [iOS 10] vai fazer o seu iPhone antigo se sentir fresco e novo outra vez.”

AirPods

Junto ao iPhone 7, a Apple lança os AirPods, seus fones de ouvido sem fio. Eles são vendidos com um estojo que tem bateria integrada para recarregar os fones. É possível escutar cinco horas de música com apenas uma carga, segundo a Apple. Além disso, eles vêm com microfone integrado e se conectam à Siri, a assistente pessoal, com apenas dois toques.

Para Brian Chen, do New York Times, os AirPods têm um lado bom e outro ruim. A parte boa é que eles têm uma ótima conexão com o iPhone. “Quando você abre o estojo ao lado do iPhone, os fones de ouvido emparelham-se automaticamente com o dispositivo”.

A parte ruim, para Chen, é o design. O visual gerou memes na internet – desde a comparação a uma escova de dente elétrica até a um brinco. Contudo, para Pierce, da Wired, o design é o menor dos problemas dos AirPods. Para ele, a qualidade de áudio é boa, mas não vai além da qualidade dos fones de ouvido que vêm de graça na caixa.

Design e preços

O visual do iPhone 7 é extremamente similar ao do iPhone 6s. A principal mudança aconteceu nas antenas, aquelas linhas na traseira do aparelho. Elas foram reposicionadas, deixando o iPhone com visual mais limpo. Ele ainda ganhou novas opções de cores: um preto fosco e um preto brilhante.

Nos Estados Unidos, o iPhone 7 de 32 GB sai por 649 dólares, enquanto o Plus de 32 GB custa 100 dólares a mais, ou seja, 749 dólares. O valor e a data de lançamento do produto no Brasil ainda não foram divulgados. Já os AirPods poderão ser comprados por 1.399 reais por aqui.

Fonte: Portal Exame
http://exame.abril.com.br

Marina Demartini Marina Demartini, de EXAME.com